sábado, 10 de maio de 2014



Quando Andy Dufresne (Tim Robbins) é condenado a duas prisões perpétuas por crimes que não cometeu, ele é mandado para o presídio de Shawshank. Lá, é iniciado em um mundo completamente desconhecido e se vê obrigado a adaptar-se para sobreviver.
Considerado o filme mais injustiçado da história, por perder o Oscar para Forrest Gump, Um Sonho de Liberdade arranca lágrimas de quem o assiste. Sensível e emocionante, ele explora as facetas da natureza humana com tamanha autenticidade que leva muitos dos telespectadores a questionarem profundamente antigos conceitos.
O arquétipo do homem honesto e religioso é quebrado pelo agente penitenciário Warden Norton (Bob Gunton). Corrupto e cruel, o diretor do presídio usa a Bíblia como meio de opressão e controle dos presos. As ações do personagem juntamente a suas pregações provam o quanto a sociedade pode ser hipócrita. Afinal, quem cogitaria a possibilidade de alguém tão crente como Norton ter atitudes tão vis?
Por outro lado, os presos são colocados no lugar de mocinhos. A imprudência que os levara a Shawshank é redimida pela capacidade que eles possuem de instigar empatia. Seus sonhos e esperanças os humanizam. É o caso do jovem Tommy, assassinado por possuir a chave para a liberdade de Andy.


Além desta inversão de papéis, algo que chama a atenção é a relação de Brooks com a liberdade. Um dos personagens mais marcantes, ele passou grande parte de sua vida no presídio. Ao receber o privilégio da liberdade condicional, o velho Brooks se sente perdido. Shawshank havia se tornado o seu lar. Era o lugar onde estavam todos aqueles que ele amava. Uma metáfora sutil e cheia de lições.
Mas o grande ensinamento da obra é a esperança. Ela é a coisa boa que nunca morre a qual Andy faz referência em uma conversa com seu amigo Redding (Morgan Freeman), o Red — conhecido por contrabandear objetos para dentro de Shawshank. E é a esperança de algum dia sair do presídio que faz com que Andy aguente ficar tanto tempo preso injustamente.

Talvez seja estranho sonhar dentro de um lugar cercado por pedras e grades. Todavia, Andy prova que nenhum desejo que venha do coração pode ser considerado esquisito. 



Tecnologia do Blogger.

Google+ Followers